CAIXA É RETIRADA DO CONSELHO CURADOR DO FGTS

27


O Governo Federal decidiu retirar a Caixa, agente operador do FGTS, do Conselho Curador que administra o fundo. O decreto publicado no último dia 26 também reduziu à metade a participação das entidades da sociedade civil organizada no órgão. Embora, de imediato, a medida não traga mudanças nas regras atuais de uso do FGTS, uma das principais fontes de financiamento habitacional no País, abre-se o debate sobre o impacto que isso pode significar no médio e longo prazo para o futuro da instituição, como uma possível privatização, e das políticas públicas na área. A Caixa perde poder de voto no Conselho para ter como função apenas prestar “suporte técnico” ao colegiado. Isso reforçou especulações de que esse seria um passo para afastar a instituição da gestão do fundo. A Fenae divulgou nota ressaltando que, se a mudança for efetivada, a função social do FGTS ficará comprometida.