Caixa Econômica Federal lucra R$ 1,5 bi no 1º trimestre

14


A Caixa Econômica Federal obteve lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre de 2014 com crescimento de 15,3% em relação ao mesmo período do ano passado e uma queda de 12,1% no trimestre. Ao contrário do que vem fazendo o Banco do Brasil e os bancos privados, o banco seguiu abrindo postos de trabalho e ampliando o número de agências e postos de atendimento.


Conforme análise do Dieese, a Caixa abriu 1.101 vagas no 1º trimestre, o que representa a criação de 4.893 empregos nos últimos 12 meses. Com isso, o número total de empregados no banco saltou para 99.299 em março de 2014. Além disso, a Caixa prosseguiu com a política de inauguração de agências e postos de atendimento. O banco abriu 31 agências no primeiro trimestre, totalizando 348 unidades abertas nos últimos 12 meses. Houve também abertura de 19 postos de atendimento, somando 76 nos últimos 12 meses.


“Os resultados obtidos neste primeiro trimestre de 2014 são frutos do empenho e da dedicação de seus empregados, mesmo enfrentando condições inadequadas de trabalho e sofrendo com o assédio moral e as metas abusivas. Apesar do aumento de empregos, a sobrecarga de trabalho ainda é enorme e, por isso, o banco precisa contratar ainda mais para melhorar as condições de trabalho e o atendimento aos clientes e à população”, afirma Áureo Júnior, presidente da Apcef/CE.


“Os principais responsáveis por esse lucro conquistado pela Caixa são os empregados e é preciso que o banco valorize esse esforço. Além disso, nós cobramos mais contratações, pois apesar das convocações já feitas, ainda há muita deficiência de empregados nas agências, causando extrapolação de jornada e precarizando as condições de trabalho e de atendimento”

Marcos Saraiva, diretor do Sindicato dos Bancários