Câmara analisa projeto que obriga bancos a isolar locais destinados a saques

9


A Câmara Federal analisa o Projeto de Lei nº 4165/12, do deputado Jorge Corte Real (PTB-PE), que obriga os bancos a instalar um isolamento visual dos pontos de atendimento usados por clientes em operações de saque. Segundo o texto, a medida abrange tanto os guichês de caixa convencional quanto os equipamento de autoatendimento.


A proposta diz que o isolamento “deverá impossibilitar que qualquer outra pessoa, além da que está sendo atendida e do funcionário da instituição, possa ter conhecimento da realização da operação de saque”.


O autor afirma que o objetivo é garantir o sigilo dessas operações. Para ele, o saque de dinheiro submete os clientes a riscos. “Além de perdas materiais, a ação de pessoas mal intencionadas já resultou em várias mortes”, argumentou, destacando que aposentados e micro e pequenos empresários são vítimas constantes desse tipo de delito.


O projeto estabelece que o descumprimento da regra acarreta ao infrator multa diária no valor de R$ 500,00 por ponto de atendimento não isolado visualmente. Os valores arrecadados deverão ser revertidos para o fundo municipal de proteção ao consumidor ou, se não houver, para um fundo gerido por um conselho federal ou por conselhos estaduais de defesa do consumidor.


A proposta foi apensada ao PL 7282/10 (que trata da instalação de painéis ou barreiras que impeçam a visão das operações realizadas pelo cliente com o caixa do estabelecimento), que tramita junto com outros 10 projetos. Uma comissão especial será criada para analisá-los.