Campanha de mídia vai cobrar condenação de Byron Queiroz

33

Durante a reunião ficou definido como 28/4 o prazo final para que as entidades informem suas adesões à campanha que está sendo organizada pela Comissão Nacional pedindo a condenação de Byron Queiroz, com o lema “O Nordeste não pode ficar no prejuízo”.


Pela terceira vez, a Justiça Federal condenou Byron Queiroz a ressarcir os prejuízos causados ao BNB, calculados em mais de R$ 7 bilhões, durante sua nefasta gestão a frente do Banco, no pe-ríodo de 1995 a fevereiro de 2003. Esta é a terceira condenação de Byron em primeira instância. Porém, as duas condenações anteriores foram revogadas pelo Tribunal Regional Federal (TRF-5ª Região), sediado em Recife, onde certamente há uma tendência para revogar a atual condenação, caso não exista forte pressão social e política pela punição de Byron e dos demais ex-dirigentes do BNB, também sentenciados.


“O nosso objetivo com essa campanha é fomentar essa pressão, divulgando junto à população nordestina a condenação de Byron e estimulando, ao mesmo tempo, as lideranças políticas comprometidas com o Banco a defender o cumprimento da sentença. Para isso, queremos contar com o apoio de todas as entidades que compõem a CNFBNB, assim como das federações, centrais sindicais e confederações ligadas à categoria bancária”, afirma o coordenador da Comissão, Tomaz de Aquino.