Casa Juvenal Galeno é reaberta para visitação

18

A Casa de Juvenal Galeno foi reaberta para o público no dia 29/3. A Casa, que foi construída em 1888 como morada do poeta Juvenal Galeno, passou por uma ampla reestruturação e hoje abriga um centro cultural, funcionando como ponto de encontro de várias entidades e associações culturais e abrigando uma vasta biblioteca, que soma cerca de seis mil volumes.


A Casa de Juvenal fica instalada na Rua General Sampaio, 1128, construída pelo poeta em 1888 e por ele transformada em centro de cultura em 1919, é um dos palcos mais antigos da nossa história cultural, que já recebeu personalidades como Rachel de Queiroz, Euclides da Cunha e Patativa do Assaré.


A casa possui dez cômodos, onde abriga um valioso acervo bibliográfico, doado por Mozart Soriano Albuquerque, e a biblioteca do próprio Juvenal Galeno, que juntos totalizam seis mil volumes. Possui dois auditórios. O principal, chamado Juvenal Galeno, tem capacidade para 120 pessoas. Este auditório dispõe de palco com piano de meia cauda e uma obra do pintor Otacílio de Azevedo. O segundo auditório é ao ar livre, sombreado por mangueiras e chamado de Nenzinha Galeno.


Casa Juvenal Galeno (Rua General Sampaio, 1128 – Centro) Fone: 3252.3561.