Central defende desenvolvimento com distribuição de renda

17

“A CUT defende desenvolvimento econômico, mas não qualquer tipo de desenvolvimento. O Brasil deve crescer de forma mais acelerada e, simultaneamente, garantir a valorização do trabalho, dos trabalhadores e trabalhadoras como aspecto central da estratégia econômica. Apenas dessa forma garantiremos distribuição de renda”, afirmou o presidente nacional da CUT, Artur Henrique.

A declaração sintetiza o fio-condutor de propostas de desenvolvimento com distribuição de renda apresentadas pela Central. De acordo com Artur Henrique, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciado pelo Governo Lula, não contempla aspectos que a Central considera vitais, como a adoção, por parte do governo, de metas oficiais de geração de empregos e de crescimento econômico, que recebam a mesma atenção hoje reservada à meta de inflação. A adoção desse novo regime de metas deslocaria o eixo da política econômica para um campo com maior visão social e respeito aos interesses dos trabalhadores.

A CUT reivindica ainda que todo e qualquer investimento público em investimentos privados inclua a obrigatoriedade de manutenção dos empregos existentes no momento da concessão do empréstimo e mais a criação de novos empregos, além do respeito a direitos fundamentais dos trabalhadores. A Central defende ainda que os próprios trabalhadores participem da gestão do FGTS e que todo investimento saído desse fundo inclua as cláusulas sociais. Artur Henrique informou ainda que a Central defende também a revisão das Parcerias Público-Privadas (PPP’s) e maior preocupação com o meio ambiente, gerando um crescimento sustentável.

“Para conseguirmos a inclusão desses pontos na estratégia de desenvolvimento, vamos realizar uma grande mobilização popular em Brasília, no mês de abril. Antes disso, a partir de março, vamos dar início à Jornada pelo Crescimento com Distribuição de Renda, uma série de seminários e debates, com a participação e apoio das universidades e das outras centrais, para detalhar as propostas que queremos implementar, inclusive apontando rumos para sua concretização”, finalizou Henrique.