Centro Cultural do BNB reúne a mostra individual “Limites do Objeto”

11


Está em exposição no Centro Cultural Banco do Nordeste até o dia 2/3, a mostra individual “Limites do Objeto”.  O equipamento fez a estreia da exposição no último dia 29/1, da artista carioca Claudia Bakker, com curadoria de Guilherme Bueno.


“Limites do Objeto” tem por linha condutora a maçã, o fruto que representa desejo, a partir da referência bíblica, Adão e Eva, e, por outro lado, a estabilidade da natureza morta da pintura de Cézanne. Em “Desejo Limite”, uma das instalações, Bakker revira as memórias de seu repertório reproduzindo in loco uma instalação realizada em 1998, na Casa França Brasil, não sem promover alguma reformulação. Enquanto isso, exibe em vídeo, ao lado da obra, imagens da primeira mostra.


Em todas as instalações  e  vídeos exibidos na mostra, a proposta da artista é apostar no acaso e deixar que a ação do tempo aja sobre os frutos, apodrecendo-os. Outro elemento que ajuda a pensar nessa ideia de transitoriedade é o giz, com o qual Bakker deverá preencher as paredes.


Bakker trabalha, entre outros, com a documentação das suas instalações. Para ela, a frequência com que os artistas tem utilizado projetores, vídeos e fotografias em exposições diz respeito à afinidade do suporte com a arte contemporânea.


Serviço:
Exposição: “Limites do Objeto”


Local: Centro Cultural Banco do Nordeste (Rua Floriano Peixoto, 941 – Centro)

Período: até dia 2 de março

Contato: 3464 3108