Chapa “Bancários em Ação” tem aceitação de 93,46% dos votantes

94

A chapa única “Bancários em Ação”, que disputou a eleição para a renovação da diretoria do Sindicato dos Bancários do Ceará conseguiu a aprovação de 93,46% dos bancários que votaram no pleito realizado nos dias 3, 4 e 5 de julho. A diretoria eleita vai conduzir o Sindicato no período 2006/2009 e toma posse no próximo dia 28 de agosto. A chapa “Bancários em Ação” é encabeçada pelo empregado da Caixa Econômica Federal, Marcos Saraiva e reúne ainda dirigentes novos e experientes sindicalistas, entre eles alguns dos atuais diretores do Sindicato.

O número total de votantes foi de 4.388 bancários na capital e interior do Estado. Destes, 4.101 bancários disseram “sim” para a Chapa Única, demonstrando a confiança no rumo proposto agora e na trajetória percorrida nas últimas gestões. A partir desta confiança expressa pela unidade formada, os membros da Chapa “Bancários em Ação” estão estimulados a prosseguir a trajetória sindical vitoriosa deste Sindicato, que hoje detém força política na categoria e na sociedade.

“Nós queremos agradecer a todos que confiaram nessa gestão para conduzir a luta dos trabalhadores bancários, aliando a força dos que já são experientes ao entusiasmo e garra de quem está chegando agora”, afirmou Tomaz de Aquino, secretário de Imprensa e ex-presidente da entidade.

Como desafio, a Chapa procurará não somente defender a categoria, mas buscar melhorias para a sociedade como um todo, lutando por um sistema financeiro mais justo e por um atendimento digno ao público. Além disso, a nova diretoria pretende continuar lutando pela geração de emprego e renda no setor, melhores salários e condições de trabalho para todos os bancários, entre outras conquistas.

Para o presidente da entidade, Marcos Saraiva, “a votação que os bancários consagraram à Chapa Bancários em Ação ao mesmo tempo que nos confere legitimidade para gerir o destino político da categoria nos próximos 3 anos, nos dá muita responsabilidade e incentivo para desencardiarmos imediatamente um trabalho initerrupto em torno da Campanha Salarial e de outros assuntos da categoria”, disse.