Cigarro causa males a fumantes e não-fumantes

31

Você fuma? Então veja os males que o cigarro pode causar em seu organismo e também às pessoas que estão a sua volta. O cigarro contém uma mistura de cerca de 4.700 substâncias tóxicas. Parte delas é gasosa – incluindo o monóxido de carbono, e algumas são partículas, como o alcatrão, a nicotina e a água. O alcatrão, além dos radioativos urânio, polônio 210 e carbono 14, concentra 43 substâncias comprovadamente carcinogênicas, ou seja, que provocam o câncer, já que alteram o núcleo das células.


A fumaça do cigarro é também constituída por monóxido de carbono (CO). Aproximadamente, 3% a 6% da fumaça do cigarro são compostos por essa substância. Quando inalada, ela atinge os pulmões e dali segue para o sangue, reduzindo sua capacidade de carregar oxigênio. Em consequência, as células deixam de respirar e produzir energia, o que faz com que o fumante tenha o fôlego prejudicado e fique exposto ao risco de doenças cardiovasculares e respiratórias. Além de venenoso em altas concentrações, o CO está implicado em muitas doenças associadas ao fumo, inclusive nos efeitos danosos sobre o desenvolvimento do feto das grávidas tabagistas.


Já a nicotina diminui a capacidade de circulação sanguínea, aumenta a deposição de gordura nas paredes dos vasos e sobrecarrega o coração, podendo levar ao infarto do miocárdio e ao câncer, mas seu papel mais importante é reforçar e potencializar a vontade de fumar.


No caso das grávidas, um único cigarro fumado por uma gestante é capaz de acelerar, em poucos minutos, os batimentos cardíacos do feto, pelo efeito da nicotina em seu aparelho cardiovascular. Além do mais, as doenças cardiovasculares, primeira causa de morte no País, bem como a bronquite crônica e o enfisema, estão diretamente relacionadas ao uso de tabaco e geram importantes gastos na área da saúde.


Os não-fumantes também sofrem com os males do cigarro, já que passam a ser fumantes passivos. A permanência em um ambiente po-luído com nicotina faz com que absorvamos substâncias em concentrações semelhantes às de quem fuma.


No Brasil, estima-se, anual-mente, a morte precoce de 80 mil pessoas em virtude do tabagismo, número esse que vem aumentando ano a ano. Em outras palavras, cerca de 10 brasileiros morrem por hora por causa do cigarro, sendo o câncer a principal causa de morte.

DOENÇAS ASSOCIADAS AO USO DO CIGARRO


• Doenças coronarianas – Angina e infarto (25%)


• Doenças pulmonares obstrutivas crônicas – DPOC – Bronquite e enfisema (85%)


• Câncer em geral (30%) Pulmão (90%), boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo do útero


• Doenças cerebrovasculares/ Derrame cerebral (25%)


• Úlceras digestivas


• Infecções respiratórias variadas