CNFBNB cobra e banco suspende empréstimos e estuda antecipação da PLR

32

Durante a segunda negociação entre a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) e o Superintendência de Desenvolvimento Humano do banco foram abordadas as cláusulas sindicais presentes na pauta de reivindicações. Foram fechadas mais quatro cláusulas do Acordo Coletivo 2008/2009. Além disso, atendendo a uma solicitação da Comissão Nacional, ficou acertada ainda a suspensão do pagamento do empréstimo de férias nos meses de setembro e outubro e do CDC (e recomposição da dívida) para os meses de outubro e novembro.


Dos pontos discutidos da pauta específica, o banco aceitou renovar a cláusula referente ao retorno de dirigentes sindicais e da AFBNB, nos mesmos moldes do acordo coletivo vigente. Uma importante conquista foi o aumento do número de abonos de participações sindicais de três para cinco dias durante o ano. O banco aprovou ainda a estabilidade durante e após um ano do mandato dos membros do Conselho de Ética da instituição. A cláusula referente ao desconto assistencial também foi renovada. Com relação à cláusula que remete à função de risco, ficou acertado que ela fosse discutida juntamente o item referente ao Plano de Funções. O item referente ao seguro de vida em grupo deverá voltar a discussão no bloco das cláusulas de benefícios. O pedido de aumento do número de dirigentes liberados foi negado pelo banco.

PONTO ELETRÔNICO – Ficou marcada para a próxima reunião, com data indicativa do dia 26/9, às 14h, no Passaré, a discussão das questões referentes ao ponto eletrônico.

ANTECIPAÇÃO DA PLR – A Comissão Nacional solicitou a antecipação da PLR. A superintendente de DH, Eliane Brasil informou que precisa pedir autorização ao DEST e comprometeu-se a dar uma resposta na próxima reunião.

LICENÇA-PATERNIDADE E AUSÊNCIAS LEGAIS – O banco sugeriu que a licença-paternidade fosse renovada como está no acordo vigente e incluída como parágrafo da cláusula referente a ausências legais, estendendo o benefício para adoção. A CNFBNB/Contraf-CUT solicitou que o tema volte a ser discutido na próxima reunião.

GT CAMED – O representante dos funcionários no GT Camed, Roberto Figueiredo, fez a entrega do relatório dos trabalhos do grupo a Eliane Brasil. O documento será apresentado ao Conselho Deliberativo do banco. A pedido da Comissão, foi criado um grupo paritário para acompanhar a implementação dos trabalhos do GT.

Resultado da negociação da Pauta Específica do BNB

CLÁUSULAS RENOVADAS:

39ª – Retorno de dirigentes sindicais;

41ª – Desconto assistencial.

NOVA CONQUISTA
40ª – Abono de participação sindical.

DESTACADAS PELO BANCO:

26ª – Ausência no período decorrente de greves;

35ª – Programa de assistência social;

38ª – Liberação de dirigentes da AFBNB;

45ª – Delegados sindicais;

47ª – Reintegração dos demitidos da era FHC e Byron.

DESTACADA PELA CNFBNB/CONTRAF-CUT:
27ª – Ausências legais;

28ª – Concursos;

32ª – Seguro de vida em grupo;

42ª – Ponto eletrônico;

43ª – Assinatura do Acordo Coletivo;

44ª – Gratificação de função.

CLÁUSULA NOVA APROVADA:
46ª – Estabilidade para membros do Conselho de Ética.