COE Bradesco prioriza luta por auxílio-educação, plano de saúde e Planos de Cargos e Salários

49

 A Comissão de Organização de Empresa do Bradesco da Contraf-CUT (COE Bradesco) esteve reunida no dia 16/4, quando avaliou as ações desenvolvidas pela comissão no último ano e discutiu estratégias de mobilização para o período que antecede a Campanha Nacional dos bancários e a continuidade da Campanha Nacional de Valorização dos Funcionários do Bradesco. Dentre as principais reivindicações discutidas estão o Auxílio-Educação, o Plano de Saúde dos funcionários e o Plano de Cargos e Salários.


O auxílio-educação é uma reivindicação antiga dos funcionários do banco que ganhou força recentemente. O motivo é simples: o Bradesco é o único dos grandes bancos que não concede esse benefício. “Vamos intensificar as mobilizações para pressionar o banco. Essa situação não pode continuar”, defende Neiva Ribeiro, coordenadora da COE Bradesco.


O Plano de Saúde apresenta diversos problemas já levados ao banco em negociação, mas que permanecem sem solução. Um exemplo é a falta de médicos credenciados em várias localidades do País. Por último, os bancários vão lutar pela criação de um Plano de Cargos e Salários. Segundo Telmo Nunes, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, “essa é uma reivindicação justa e importante. Podemos ter avanço por parte do Bradesco, basta que realmente o banco tenha interesse em valorizar seus funcionários”.


Além destes pontos, a comissão discutiu ainda fazer um levantamento detalhado sobre as condições de trabalho nos PAA’s (Posto Avançados de Atendimento) e outros postos de atendimento dentro de lojas, e o fortalecimento das sindicalizações entre os funcionários do Bradesco em todo o Brasil.