Coletivo da Contraf/CUT define propostas para campanha salarial

15

Aconteceu na última terça-feira, dia 15/7, reunião do Coletivo de Saúde da Contraf/CUT. O encontro reuniu representantes das federações para debater as propostas do setor de saúde para a 10ª Conferência Nacional dos Bancários e a realização do 4º Encontro Nacional de Saúde do Trabalhador Bancário, que ocorrerá no dia 25/7, dentro da Conferência.


O encontro definiu os temas que estarão no foco dos debates do encontro nacional. Entre eles, estarão os efeitos das políticas de cobrança de metas sobre a saúde do trabalhador e o banco de dados nacional de saúde do trabalhador bancário, em fase de elaboração pela Contraf/CUT.


Além disso, foram definidas algumas propostas que serão discutidas no encontro para que façam parte das reivindicações da Campanha Nacional dos Bancários como eixos do setor de saúde. São elas: combate ao assédio moral, à violência organizacional e às metas abusivas; isonomia de tratamento entre trabalhadores afastados por motivo de saúde e bancários na ativa e prevenção de doenças de origem ocupacional / Reabilitação profissional. Foi tirada também proposta de realização de uma Semana em Defesa da Saúde e Condições de Trabalho do Bancário, com mobilizações específicas sobre o tema. A proposta será adaptada ao calendário definido para a campanha salarial.


“No momento em que o bancário mais precisa, ou seja, na doença, o direito de receber tíquete, cesta-alimentação e PLR é suspenso. Por isso, a isonomia de tratamento entre os trabalhadores afastados por motivo de saúde e bancários da ativa é uma conquista imprescindível à categoria”, afirmou o secretário de Saúde do Sindicato dos Bancários do Ceará, Eugênio Silva.