Com a força do povo, Lula confirma vitória

61

Não era final de Copa do Mundo, mas, tal como se fosse, o povo brasileiro saiu às ruas de todo o País para comemorar quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou a vitória de Luís Inácio Lula da Silva à presidência do Brasil. Nos braços do povo e contra toda a sorte de mentiras e armações feitas pelo tucanato e a grande mídia, Lula venceu por 60,83% (58.294.228 votos) a 39,17% (37.543.024 votos) de Alckmin. “A vitória é do Brasil. A vitória não é do Lula, não é do PT, nem de nenhum partido. A vitória é, eminentemente, da sabedoria do povo brasileiro”, desabafou o presidente Lula, durante o primeiro pronunciamento após anunciado o resultado das Eleições 2006.

Mesmo incitado a ter dúvidas sobre o governo federal, mesmo com toda a contra-campanha da Globo, PSDB e companhia, o povo brasileiro mais uma vez disse SIM a um projeto popular de governabilidade. Um projeto que botou comida na mesa do trabalhador, que investiu na qualidade de vida da população mais pobre, que incentivou o microcrédito e a inclusão social, que aliou crescimento econômico com dignidade de vida. Pela primeira vez na história do País, um presidente vira o seu olhar para os mais pobres, tentando corrigir 500 anos de injustiça social.

A preocupação do Presidente se explica: afinal, Lula foi um retirante do sertão pernambucano, foi pra São Paulo de pau-de-arara, passou fome, batalhou para fazer um curso profissionalizante e saiu do seio do povo para ser a maior autoridade do Brasil. Lula faz acontecer porque um dia sentiu na pele todas as mazelas vividas pelo povo brasileiro.

Agora, o alicerce está construído. Nunca o Brasil teve um cenário tão positivo, tanto interna como externamente, para crescer com responsabilidade. Sem planos econômicos milagrosos, sem mágica, sem demagogia.

O Brasil está, finalmente pronto para deixar sua categoria de subdesenvolvido, para ser colocados entre as maiores nações mundiais. “Cansamos de ser uma potência emergente e queremos crescer. Todo mundo votou porque tem esperança que as coisas possam andar ainda mais rápido e muito melhor do que no primeiro mandato”, ressaltou Lula.

Para quem duvidava que Lula ia conseguir, fica um recado final: ele trabalhou e agora vai trabalhar muito mais! Deixem o homem trabalhar…