Com alegria e irreverência, bancários denunciam os “sete pecados do capital” no Montese

7


Denunciando “os sete pecados do capital”, o Sindicato dos Bancários do Ceará percorreu durante toda a manhã de quarta-feira, 2/9, o corredor financeiro da Av. Gomes de Matos, no bairro Montese, em Fortaleza.


Visitando agências do Bradesco, Santander, Banco do Brasil, Itaú, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal, os bancários mobilizaram a categoria para a campanha nacional 2015, cujo tema é “Exploração Não Tem Perdão” e apresentaram, com a colaboração da Trup Tramas de Teatro, uma peça com a típica irreverência cearense falando sobre os pecados do capital: assédio moral, discriminação, ganância, irresponsabilidade, mentira, ostentação e terceirização.


Durante a mobilização, os dirigentes ressaltaram a necessidade urgente de mais contratações, tanto nos bancos públicos quanto nos privados, como forma de melhorar as condições de trabalho dos bancários e proporcionar um melhor atendimento à população. Diante dos lucros exorbitantes – os cinco maiores bancos (BB, Caixa, Bradesco, Itaú e Santander) lucraram juntos no primeiro semestre de 2015 um total de R$ 29,8 bi – os banqueiros têm totais condições de atender as reivindicações da categoria, pois a tão propalada crise não alcançou o setor financeiro.


Os bancários cearenses enfatizaram ainda as principais bandeiras da campanha salarial 2015: mais empregos, combate à sobrecarga de trabalho, fim das metas abusivas e do assédio moral, assim como a redução dos juros e tarifas que penalizam a sociedade. Os dirigentes finalizaram pedindo a compreensão e o apoio da população para a luta da categoria, que está nas ruas para exigir também mais responsabilidade social por parte dos bancos.