COMANDO NACIONAL GARANTE DIREITOS DA CATEGORIA

27



Em reunião realizada dia 10/12 com a Fenaban, o Comando Nacional dos Bancários garantiu a manutenção de todos os diretos firmados na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. Uma cláusula do aditivo assinado estabelece que nenhuma alteração legislativa modificará os termos estabelecidos na CCT para evitar surpresas negativas no futuro.


 “A negociação foi difícil, mas conseguimos chegar à redação de um aditivo que não permite qualquer alteração à nossa CCT, com a definição expressa de que a jornada deve ser cumprida de segunda a sexta”, explicou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira.


Pontos que seriam alterados pela Medida Provisória (MP) 905/2019, como a jornada de seis horas, a não abertura das agências bancárias aos sábados e a negociação da PLR pelos sindicatos foram mantidas conforme prevê a CCT da categoria.


“Durante todo o ano, lutamos constantemente contra as ameaças do governo que vem, através de inúmeras medidas provisórias, perseguindo o movimento sindical e tentando retirar ainda mais direitos da classe trabalhadora. Para manter nossos direitos, negociamos diretamente com os banqueiros, para fazer valer a nossa CCT, garantirmos nossa jornada – um direito histórico – e até acionamos a Justiça para garantir o desconto em folha dos associados, proibido em uma dessas MPs. Essa é mais uma vitória da nossa resistência”, disse o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo.