Comando Nacional negocia modelo de PLR com a Fenaban dia 13/7

19

O Comando Nacional dos Bancários voltou a se reunir com a Fenaban, dia 13/7, para dar continuidade ao processo de negociação de um novo modelo de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e retomar os debates das comissões temáticas.


A idéia dos bancários é estabelecer um percentual, desvinculando-a da atual lógica da variação anual do lucro dos bancos e reforçar a importância da campanha unificada dos bancários como instrumento de pressão sobre os bancos.


Na rodada de negociação com a Fenaban, realizada no dia 29/5, o principal avanço foi a concordância dos bancos em debater o conceito de lucro que será utilizado para o cálculo da PLR dos trabalhadores. Hoje, cada banco utiliza conceitos diferentes, o que diminui a previsibilidade da remuneração dos trabalhadores.


O Comando aprofundou o debateu sobre o tema em reunião no dia 9/6, na sede da Contraf-CUT. Houve avanços na discussão do modelo que será defendido pelos trabalhadores, mas não foi fechada uma proposta. Os dirigentes sindicais presentes se comprometeram a discutir o tema em suas bases.


“Defendemos um modelo de PLR simples, transparente e que valha para todos os bancários”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional. “Para isso, é preciso definir uma norma para que os trabalhadores tenham clareza de quais são os dados necessários para definir a base de cálculo da PLR”, acrescenta.