Comando Nacional quer desvincular PLR dos lucros dos bancos

19

O Comando Nacional dos Bancários apresentou à Fenaban a reivindicação por um novo modelo de Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Apesar dos bancos continuarem lucrando muito, mesmo em período de crise, o atual modelo pode levar a uma redução drástica dos valores recebidos pelos bancários.


Os trabalhadores querem regras mais justas, correção da distorção do modelo vigente e a discussão dos salários com valores fixos para todos os bancários, acrescidos de um percentual de lucro líquido ou outros indicadores distribuídos linearmente para toda a categoria. Essas reivindicações foram debatidas durante reunião que aconteceu em São Paulo, dia 13/7.


A discussão sobre o novo modelo de PLR também foi debatida durante a 11ª Conferência Nacional dos Bancários. Na ocasião, além da proposta de PLR, foram definidas a pauta de reivindicações e as estratégias da campanha salarial de 2009.


Em reunião ocorrida no dia 15/7, na capital paulista, o Comando Na-cional dos Bancários realizou um seminário preparatório à conferência nacional.


A apresentação de proposta e soluções para as mesas temáticas – segurança, saúde, igualdade de oportunidades e combate ao assédio moral – também foram cobradas na negociação. Já as mesas sobre emprego, remuneração e condições de trabalho estão no topo das prioridades para a Campanha Nacional 2009, considerando a necessidade de se efetivar mudanças na parcela adicional da PLR, estabelecendo um percentual, desvinculando-a da atual lógica da variação anual do lucro dos bancos e reforçando a importância da campanha unificada dos bancários como instrumento de pressão sobre os bancos.