Comissão dos Funcionários entrega ao banco a pauta de reivindicações aprovada durante o XV Congresso

33

A Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) entregará na próxima quinta-feira, dia 7/5, às 16h, no Passaré, à Superintendência de Desenvolvimento Humano do banco, a pauta de reivindicações específica, recém aprovada no XV Congresso Nacional dos Funcionários do BNB, realizado nos dias 24 e 25/4, em Maceió (AL).


A nova pauta contém 67 cláusulas de interesse do funcionalismo, distribuídas entre as de cunho social, sindical e de benefício. No mesmo dia, às 16h, será assinado o acordo coletivo 2008/2009 e dada a continuidade à mesa permanente de negociação.


A assinatura do acordo coletivo será para cumprir uma mera formalidade, uma vez que no dia 29/10, a Contraf /CUT, a CNFBNB/Contraf-CUT e a direção do banco assinaram, um termo de ajuste referente ao acordo coletivo de 2008/2009. O termo garantiu ao funcionalismo o cumprimento dos direitos conquistados na última campanha salarial, dentre eles: a melhor PLR já paga pelo banco, elevação do piso salarial para R$ 1.350,00, reajuste linear com ganho real de 2,85% e revisão do PCR.


O coordenador da CNFBNB/Contraf-CUT, Tomaz de Aquino, ressaltou que este foi um dos melhores acordos fechados entre a Comissão e o banco, num processo de negociação plenamente democrático. “O acordo coletivo desse ano foi o melhor entre os bancos públicos. A conquista de um piso salarial foi uma das principais conquistas dos funcionários do BNB. É sempre muito gratificante para nós percebermos que temos avançado, mesmo que não tenha sido o ideal. Nós tivemos um bom acordo e temos que valorizar as nossas conquistas”.

MESA PERMANENTE – Durante a negociação do dia 7/5, às 17h, no Passaré, a Comissão Nacional dos Funcionários deve cobrar um posicionamento sobre o benefício da licença-maternidade de 180 dias, conforme já foi aprovado para as funcionárias do Banco do Brasil. Na última reunião, a superintendente de Desenvolvimento Humano do banco, Eliane Brasil, ficou de levar a proposta à diretoria da instituição e apresentar uma resposta nessa reunião. Além disso, devem ser abordadas ainda algumas pendências que ficaram da última reunião.