Comissão Nacional apresenta ajustes ao ponto eletrônico

23

Na última quinta-feira, dia 17/7, a coordenação da Comissão Nacional dos Funcionários (SEEB/CE, AFBNB e AABNB) se reuniu com as áreas de Recursos Humanos, Logística e Desenvolvimento Organizacional.


Durante a reunião, o banco apresentou o projeto da central de retaguarda. Foi feita ainda a sistematização das propostas das entidades representativas dos funcionários para ajustes no ponto eletrônico.


Os representantes dos funcionários trouxeram críticas quanto a demora no acesso ao sistema do ponto. O banco esclareceu que, muitas vezes, o problema da demora é da própria rede de determinadas unidades e que a solução já está sendo encaminhada. A orientação é para, em casos de demora na abertura do sistema, o funcionário assinar a folha de ponto para registrar sua entrada. Até o final de julho, o banco deve implantar a segunda fase do ponto eletrônico. A terceira fase deve ser implementada até o final de agosto, com a implantação do banco de horas.


O banco apresentou também o projeto da Central de Retaguarda às entidades. As centrais são instaladas nas capitais e as equipes vão a cada unidade explicar o projeto. A Comissão Nacional cobrou do banco o projeto de mercado das agências e o BNB comprometeu-se a apresentar numa próxima reunião. “Essa reunião não teve caráter de negociação, apenas de apresentação de alguns projetos do banco. A reunião da mesa permanente foi marcada para o próximo dia 14/8, às 15h, no Passaré”, informa o coordenador da Comissão Nacional, Tomaz de Aquino.


Sobre o plano de funções e comissões definitivo, a superintendente de Desenvolvimento Humano do BNB, Eliane Brasil, informou que um consultor já foi contratado pelo banco para iniciar o processo. O banco comprometeu-se de enviar a proposta do plano às entidades tão logo sejam feitos os últimos ajustes.

A reunião da mesa permanente de negociação acontece no próximo dia 14/8, às 15 horas, no Passaré