Comissão Nacional ratifica posição a favor da greve e cobra do Banco solução para o conflito

16

A Comissão Nacional dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (CNFBNB/Contraf-CUT) reunida na quinta-feira, dia 15/10, com a Superintendência de Desenvolvimento Humano do Banco (SDH), cobrou da direção do BNB solução para a greve dos funcionários que já completou 24 dias na segunda-feira, 19/10. A CNFBNB/Contraf-CUT ratificou na mesa o seu posicionamento a favor da continuidade da paralisação por entender que o Banco precisa melhorar a proposta apresentada, principalmente, no tocante à PLR, revisão do PCR e extensão da licença-prêmio a todos os funcionários.


A superintendente de Desenvolvimento Humano, Eliane Brasil, destacou que a proposta do Banco é o que pode ser oferecido no momento, mas reafirmou os compromissos assumidos com os bancários, principalmente com relação ao Plano de Cargos e Remuneração. Quanto à compensação dos dias parados, o Banco reafirmou a proposta de cada hora trabalhada valer duas horas no sistema de compensação.


A próxima reunião de negociação entre a CNFBNB e a Super DH está marcada para às 15h desta quinta-feira, dia 22/10, podendo ocorrer a qualquer momento, em caráter extraordinário, caso haja avanço na proposta do Banco, segundo afirmou Tomaz de Aquino, coordenador da CNFBNB.