Comissão Nacional reivindica extensão da licença-prêmio para todos os funcionários

14

A Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) esteve reunida nesta quinta-feira, dia 1º/10, com a Superintendência de Desenvolvimento Humano (SDH) do Banco para mais uma rodada de negociação específica da Campanha Salarial 2009.


Fechado o acordo da ação da licença-prêmio no Ceará, a CNFBNB/Contraf-CUT aproveitou para entregar ao Banco um documento reivindicando a isonomia de tratamento para todo o funcionalismo, independente de constarem ou não em ação judicial ou de terem possuído o benefício no passado (novos funcionários). A superintendente da SDH, Eliane Brasil, se comprometeu em apresentar um posicionamento na próxima reunião da mesa específica, que deve acontecer semanalmente às quintas-feiras enquanto durar a greve.


O Banco se comprometeu também em apresentar, no prazo de oito a dez dias, uma proposta de minuta de revisão do Plano de Cargos e Remuneração (PCR). “Nós estamos cobrando mais celeridade por parte do Banco porque o PCR é uma oportunidade importante de debatermos a questão do piso do funcionalismo, um dos pontos fundamentais da nossa Campanha 2009”, afirmou o coordenador da CNFBNB/Contraf-CUT, Tomaz de Aquino.


Com relação à PLR, o BNB garantiu o mesmo modelo de distribuição do ano passado, respeitando o limite de 9% do lucro líquido do Banco (limite imposto pelo DEST), mesmo que o modelo oferecido pela Fenaban seja inferior. Entretanto, Tomaz de Aquino ressaltou que a CNFBNB/Contraf-CUT continuará reivindicando o fim do limite do DEST.


A Comissão denunciou ainda a prática de assédio moral, caracterizada principalmente no Ceará, como forma de pressionar os bancários a não aderirem à greve.

PLANO DE FUNÇÕES – O Banco informou que está esperando o final de um estudo sobre a reestruturação das agências para divulgar a proposta para análise das entidades sindicais e posterior debate com a base.

PLANO CV CAPEF – O plano se encontra na Secretaria do Tesouro Nacional (STN e SPC) e, em seguida, voltará para o Banco para posterior implantação.