Comissão paritária volta a debater melhorias no PSIC

7


A comissão paritária para avaliar e sugerir melhorias no Processo de Seleção Interna por Competência (PSIC), o antigo PSI, da Caixa Econômica Federal voltou a se reunir dia 8/1, em Brasília. Na oportunidade, foram debatidos tópicos como abrangência, análise curricular e funcional, e avaliação de competências.


Conquista da Campanha Nacional 2013, a comissão se reuniu pela primeira vez no dia 17/12 do ano passado, quando foram apresentados à empresa problemas identificados no processo de seleção. É formada por representantes dos empregados e da Caixa e, conforme estabelecido no Acordo Coletivo de Trabalho, tem até o dia 30 de março para concluir os trabalhos.


Uma das reivindicações dos trabalhadores é o retorno da prova nacional como primeiro passo do processo de seleção. Hoje, a prova está sendo realizada somente para função de avaliador de penhor. Os empregados reivindicam também que o PSIC seja realizado por profissionais de fora da área demandante. Outro pleito é assegurar a possibilidade de recurso para os empregados que se sentirem prejudicados no processo de seleção.


A próxima reunião da comissão paritária do PSIC ficou agendada para o dia 3 de fevereiro. “Os debates vão prosseguir e a nossa preocupação é garantir o máximo de transparência para que os empregados tenham clareza de como poderão ascender na carreira profissional”, explica Marcos Saraiva, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e membro da Comissão de Empresa dos Empregados da Caixa (CEE Caixa).