Conciliação na DRT garante espaço para agir contra assédio moral no BB

32

Reuniões nas agências para tratar de assédio moral, sem a participação de administradores, e um calendário de negociações com representantes do Banco do Brasil para discutir melhorias nas condições de trabalho, fim da extrapolação da jornada e burla do ponto eletrônico no interior e capital. Estas são as principais deliberações acordadas entre o Sindicato e Super/BB no Ceará durante audiência de conciliação promovida entre as partes pela Delegacia Regional do Trabalho (DRT), no último dia 25/5.

A audiência foi solicitada após o recebimento pelo SEEB/CE de grande quantidade de denúncias feitas pelos funcionários. O Sindicato orienta o funcionalismo a não se intimidar com ameaças e continuar denunciando toda iniciativa que agrida o direito dos trabalhadores. As denúncias poderão ser feitas por ocasião das reuniões que diretores do Sindicato farão em todas as unidades do Banco, ao longo deste ano.

Quanto às negociações com o Banco, ficou estabelecido um programa de reuniões com representantes da Super-BB, gerentes regionais, Gestão de Pessoas, Cassi e demais administradores do BB. A reunião inaugural será na primeira quinzena de junho em data a ser definida pelas partes e garantirá a manutenção do diálogo com os representantes do Banco na busca de solução para os problemas levantados pelos funcionários da instituição no Ceará.

Pelo Sindicato estiveram presentes na reunião na DRT, mediada pela auditora Leontina Marques, os diretores Carlos Eduardo, Leirton Leite e Carmem Amélia, as assessoras de Saúde, a psicóloga Regina Maciel e de Imprensa Lucia Estrela, além da advogada Verônica Lima. Pelo BB, estavam presentes representantes do Jurídico, da Gerência Regional da GECEX e da Super/BB.