Conferência Nacional dos Bancários acontecerá de 17 a 19/7, em São Paulo

18

A Conferência Nacional dos Bancários 2009 será realizada entre os dias 17 e 19/7, em São Paulo, como ponto culminante de um processo de debates nas bases a ser realizado a partir de agora por meio de conferências estaduais e regionais. As definições foram tomadas em reunião do Comando Nacional realizada na última terça-feira, 5/5.


Foram apontados também os temas que serão discutidos nas conferências regionais e nacional: Saúde e Condições de Trabalho; Emprego e Remuneração; Segurança; e Previdência. As resoluções serão encaminhadas para debate nos encontros temáticos que ocorrerão no primeiro dia da conferência nacional. Ainda foi indicada a realização de pesquisa para consultar os bancários sobre as prioridades da campanha.


O Comando decidiu por consenso uma redução no número de delegados que participarão da Conferência Nacional. Serão 600 delegados a serem escolhidos pelas federações, mais os cerca de 40 integrantes do Comando Nacional. Além disso, cada federação poderá levar uma cota de observadores (sem direito a voto) de até 10% de sua delegação. Isso totalizará aproximadamente 700 participantes.


“É muito importante fortalecer o debate nos sindicatos e federações para que as resoluções tiradas na Conferência Nacional reflitam da forma direta os anseios da base da categoria”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT. “Temos certeza de que podemos contar com o empenho de todos os dirigentes sindicais para levar essas discussões até os bancários”, diz.

COMUNICAÇÃO – Antes da Conferência, ficou decidida a realização de uma Conferência Nacional de Comunicação, reunindo dirigentes sindicais, jornalistas e outros profissionais ligados à área. O encontro, que visa debater o papel da imprensa no movimento sindical e construir uma rede de comunicação dos bancários, acontecerá no dia 16/7. “Tivemos uma experiência muito positiva com a formação de um pool entre os jornalistas de diversas entidades e da própria Contraf para a cobertura da Conferência e de outros eventos. Foi uma integração muito importante e que queremos aprofundar”, afirma Carlos Cordeiro.