Contraf-CUT assina aditivo do Banco do Brasil

10


A Contraf-CUT, federações e sindicatos assinaram no dia 3/11, em São Paulo, o acordo coletivo do Banco do Brasil, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) com reajuste de 10% nos salários e 14% dos vales, além de conquistas sociais.


Destacam-se os avanços na pauta específica, nas bolsas de estudo, no item de substituição, na isonomia para o os incorporados, que eram alijados de vários direitos e agora entram em vários benefícios. Os grupos de trabalho que serão instalados são de extrema importância para discutir ascensão profissional e resolução de conflitos, como por exemplo, a mudança no código de greve, compromisso feito em mesa. O reajuste acima da inflação também ajuda nas contas da Cassi, um pilar da Campanha, cujo processo de negociação vai continuar ainda neste mês.


“Uma lógica que os banqueiros queriam impor foi rompida, a de reajuste abaixo da inflação e abono, que corrói os salários e prejudica muito a Previdência e a Cassi.  Conquistar este reajuste acima da inflação é de fato um grande esforço para garantir mais um ano sem perdas para os funcionários do BB”, afirmou Carlos Eduardo Bezerra, presidente do SEEB/CE e da Fetrafi/NE.