Contraf/CUT define programação do 26º Congresso Nacional dos Empregados

13

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) definiu a programação do 26º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), evento que será realizado no período de 28 a 30 de maio, em São Paulo (SP) – Hotel Holiday Inn, no Anhembi. Na ocasião, um total de 391 delegados, entre empregados da ativa e aposentados, além de observadores, estará reunido para debater pontos como conjuntura, papel da Caixa no desenvolvimento social do Brasil, organização do movimento, isonomia, carreira, jornada, Funcef/Prevhab, aposentados, saúde do trabalhador, Saúde Caixa, segurança bancária, reestruturação e correspondentes bancários.

OBJETIVO DO 26º CONECEF – Caberá ao 26º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa definir a pauta específica a ser negociada com a direção da empresa durante a campanha salarial deste ano. O tema da conjuntura sobre o “O papel da Caixa no desenvolvimento social do Brasil” será debatido em painel, durante plenária geral a ser realizada em 28 de maio. As discussões em grupos ficaram assim definidas: isonomia, carreira e jornada (Grupo 1 – Laranja), Funcef/Prevhab e aposentados (Grupo 2 – Verde), saúde do trabalhador e Saúde Caixa (Grupo 3 – Vermelho) e segurança bancária, reestruturação da Caixa, correspondentes bancários e outros temas bancária (Grupo 4 – Azul).


Todos os grupos, indistintamente, terão a tarefa de debater o tema da organização do movimento. No domingo, dia 30 de maio, a plenária final discute e vota os relatórios aprovados nos diversos grupos de trabalho.


No 26º Conecef, fica garantida a participação de representantes das entidades sindicais, na proporção de um delegado para cada 300 empregados da base ou fração igual ou superior a 150, assegurando-se o mínimo de dois por estado, mas atendendo à exigência da presença de dois bancários para cada delegado eleito em fórum específico. A mesma proporcionalidade será aplicada para os delegados aposentados, garantindo-se no mínimo um por estado.