Contraf-CUT discute condições de trabalho com Santander no dia 24

17

A Contraf-CUT, federações e sindicatos realizam no próximo dia 24/5, às 14h, uma reunião específica sobre condições de trabalho nas agências com o Santander, em São Paulo. O objetivo é discutir os problemas dos funcionários, que não são poucos e têm que ser resolvidos.


As demandas sobre o tema constam na pauta de reivindicações que foi apresentada ao Santander antes da última reunião do Comitê de Relações Trabalhistas, realizada no dia 3/4. Na oportunidade foi definida a realização de uma reunião só para tratar dessas questões.


“Queremos discutir o fim da política de rotatividade, a contratação de funcionários e o fim das metas individuais, das metas para os funcionários da área operacional e das reuniões diárias para cobrança de metas”, aponta o diretor da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr.


“Também queremos a venda responsável de produtos financeiros e a remuneração do trabalho fora do expediente e do local de trabalho para abertura de conta universitária. Queremos ainda o fim dos desvios de função no banco, como por exemplo coordenadores fazendo trabalho de caixa”, ressalta a coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, Maria Rosani.

Reunião da COE – No mesmo dia, às 9h30, a Contraf-CUT promove uma reunião da COE do Santander, no auditório do Sindicato dos Bancários de São Paulo. O objetivo é discutir e preparar os debates com o banco. Na reunião da COE também será discutido o andamento dos grupos de trabalho do SantanderPrevi (para construir um processo eleitoral democrático) e do Call Center (para tratar das demandas específicas dos trabalhadores), bem como as discussões sobre ponto eletrônico.