Contraf-CUT e Sindicato conquistam com mobilização o adicional de PLR

13

A Contraf-CUT e o Sindicato dos Bancários do Ceará mostraram que a conquista dos direitos dos trabalhadores só ocorre através da luta. Foi assim que conseguiram mobilizar os funcionários do BNB a não abrir mão do adicional de PLR de 2011 e asseguraram o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho, ameaçado ante o recuo da Direção do Banco sob a alegativa da não autorização do DEST.


Além de realizar vários atos de protesto, paralisações parciais e até mesmo planejar a deflagração de greve por tempo indeterminado, o SEEB/CE e a Contraf-CUT articularam-se com os ministérios que têm ascendência sobre o BNB até conseguirem reverter a posição contrária do Departamento de Controle das Estatais e assim, obterem a autorização formal para a elevação de R$ 37,1 milhões para R$ 43,4 milhões do montante distribuído a título de PLR pelo BNB no exercício de 2011.


Os R$ 6,3 milhões adicionais serão rateados linearmente entre os poucos mais de seis mil funcionários do Banco, restando apenas definir a data do crédito. O SEEB/CE e a Contraf-CUT reivindicam o imediato pagamento dos valores devidos, pois o BNB já está bastante atrasado em relação aos demais bancos. Dessa forma, defendem que o pagamento seja feito por decisão da Diretoria sem a necessidade de aguardar Assembleia Extraordinária de Acionistas, uma vez que esta teria apenas caráter homologatório.