Contraf-CUT entrega pauta de reivindicações aos patrões

20

A Contraf-CUT e as entidades sindicais entregaram à Federação Interestadual das Instituições de Crédito (Fenacrefi), no último dia 14/6, em São Paulo, a pauta de reivindicações dos financiários para a renovação da convenção coletiva da categoria, válido para a maioria dos estados. A data-base é 1º de junho. Dentre as principais reivindicações estão aumento real nos salários, Participação nos Lucros e Resultados correspondente a três salários, valor adicional de R$ 3.850,00, o auxílio-educação e isonomia de tratamento aos homoafetivos.


Segundo a secretária-geral do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Raquel Kacelnikas, que participa das negociações com a Fenacrefi, “há totais condições de as financeiras atenderem às reivindicações dos trabalhadores, pois a maioria das empresas deste segmento é controlada diretamente pelos bancos, setor com lucros gigantescos”, afirma.


Para Sérgio Siqueira, diretor da Contraf-CUT, além dos ótimos resultados obtidos no último ano, os próprios representantes das empresas concordaram em adotar uma visão que contemple não só os patrões, mas também os trabalhadores. “Entre uma série de reivindicações, cobramos também o fim das metas desumanas e a prorrogação da licença maternidade, uma vez que irá beneficiar todos os funcionários, mães e filhos”.