Contraf-CUT promove dia nacional de luta contra discriminação

29

No próximo dia 13/5, a Contraf-CUT, federações e sindicatos realizarão um Dia Nacional de Luta contra a discriminação nos bancos. Com o mote “Vamos abolir a discriminação e promover a inclusão: Por mais contratações de negros, negras e pessoas com deficiência nos bancos”, a mobilização envolverá bancários de todo o País na luta por igualdade no sistema financeiro e na sociedade.


Essa situação não é diferente no sistema financeiro. Pesquisas feitas nos últimos anos – tanto o Rostos dos Bancários, feito pelo movimento sindical, quanto o Mapa da Diversidade, feito pela Febraban após intensa cobrança dos trabalhadores – comprovam que os bancos discriminam negros, negras e pessoas com deficiência tanto no acesso ao emprego bancário quanto na remuneração e na ascensão profissional.


Segundo dados do Mapa da Diversidade, as pessoas negras correspondem a 35,7% da População Economicamente Ativa do país. No entanto, no setor financeiro, negros e negras ocupam apenas 19% das vagas. Além disso, os negros recebem salários menores do que os brancos dentro dos bancos: enquanto um bancário branco recebia em média R$ 3.411,00 em 2009, o negro recebia um salário médio de R$ 2.870,00.


“Há tempos a Contraf-CUT e o movimento sindical bancário formaram a convicção de que é preciso incorporar à sua prática cotidiana o combate a todas as formas de exclusão, entre elas a discriminação e o preconceito. Vamos para as ruas levar essa luta até as pessoas e buscar a igualdade dentro dos bancos”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.