Contraf-CUT retoma negociação permanente com HSBC

8

A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam a negociação permanente com o HSBC na segunda-feira, dia 4/6, às 14h, em São Paulo. Na pauta estarão questões relacionadas às condições de trabalho e saúde, plano de previdência complementar e programa de remuneração variável. A reunião ocorre na sede da Confederação.


Também será discutido o emprego, focando o novo sistema operacional que vem sendo implantado pelo banco, a necessidade de mais contratações e o processo de terceirização.


Trata-se da primeira reunião após a visita à Contraf-CUT do novo presidente do HSBC no Brasil, André Brandão, ocorrida no último dia 8/5. Na ocasião, ele confirmou a permanência do banco inglês no país. “Essa confirmação foi muito importante porque o HSBC emprega diretamente mais de 23 mil funcionários no Brasil, mas as questões relacionadas às condições de trabalho de seus funcionários precisam melhorar”, afirma o funcionário do HSBC e secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT, Miguel Pereira.


“Se o mercado brasileiro abre atualmente muitas perspectivas para a atuação do HSBC, como foi afirmado por seu presidente, por outro lado os funcionários estão com uma série de reivindicações que precisam ser atendidas urgentemente, sob pena inclusive de comprometer os resultados esperados pelo banco”, ressalta Miguel.