Contraf e BNB instalam Comissão Eleitoral do Caref

10


A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf/CUT) e a Diretoria Administrativa do BNB instalaram oficialmente no último dia 15 de fevereiro a Comissão Eleitoral que definirá o calendário e as regras para a escolha do Conselheiro de Administração Representante dos Funcionários do BNB (Caref).


A reunião ocorreu no Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas, em Fortaleza, com as presenças do coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB e diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, Tomaz de Aquino, e do diretor de Administração e TI do Banco, Isaías Dantas, além de outros representantes sindicais e patronais.


A Comissão Representativa dos trabalhadores é constituída pelos colegas Pedro Moreira de Oliveira, Rubens Nadiel e Antonio Galindo, indicados respectivamente pela Contraf-CUT, Fetrafi/NE e Federação dos Bancários de Bahia/Sergipe. Também compõe a Comissão o colega Tércio Sobral, indicado pela Contec.


Os representantes do Banco, sob a coordenação do colega Osmar Pimentel, são: Sandra Valente, Lúcia Teles e Aureliana Maria Sales.


Após a instalação, a Comissão iniciou imediatamente os trabalhos de levantamento de dados e documentação referentes a processos eleitorais semelhantes ocorridos em outras estatais, definindo que uma nova reunião será realizada na primeira semana de março deste ano, quando os integrantes já devem ter se apropriado das informações necessárias para dar continuidade ao andamento do processo.


Conquista da Campanha 2015 – A abertura de imediato do processo de eleição para Conselheiro de Administração Representante dos Funcionários (Caref) é uma deliberação do XXI Congresso Nacional dos Funcionários do BNB, realizado nos dias 24 e 25 de julho do ano passado, em Recife (PE),  onde cerca de 120 participantes debateram e elencaram prioridades para pauta específica do funcionalismo a ser negociada com o Banco durante a  Campanha Salarial 2015.



“Vamos trabalhar para que essa conquista seja viabilizada o mais rápido possível, com regras democráticas e transparentes”
Pedro Moreira, diretor do Sindicato e representante da Contraf-CUT na Comissão