Dados mostram disposição de luta dos bancários

41


A pesquisa realizada pela Contraf-CUT e Sindicatos junto a mais de 35 mil empregados de bancos públicos e privados em todo o Brasil apontou que 60% dos bancários estão dispostos a aderir a uma eventual paralisação, caso as negociações não avancem.


De acordo com essa consulta, 73% dos bancários avaliam como péssima a reforma trabalhista (lei 13.467/2017) e 79% responderam que não votarão nos deputados e senadores que aprovaram a nova lei.