Debate no Sindicato questiona reforma proposta por Temer

6


“Previdência social: Reforma ou Desmonte?” É o tema do debate que o Sindicato dos Bancários do Ceará fará no próximo dia 26/1, em seu auditório, a partir das 19h. Serão expositores Gilson Menezes, auditor fiscal da Receita Federal do Brasil; a Profa. Dra. Evânia Severiano, assistente social do INSS; o advogado trabalhista, Vianey Martins e o professor da UFC e coordenador do Núcleo da Auditoria Cidadã da Dívida Pública no Ceará, Ênio Pontes (PhD).


Na ocasião os convidados farão análise da tentativa de desmonte da Previdência e do confisco do seu orçamento, bem como as mudanças de algumas regras para dificultar o acesso aos benefícios através da PEC 287/16, que trata da reforma da Previdência Social, enviada ao Congresso Nacional pelo governo.


A proposta deixa de lado o interesse social, elimina as regras atuais e estabelece um prazo mínimo de 49 anos de contribuição para o trabalhador ter direito à aposentadoria integral – o que pressupõe a necessidade de trabalhar e contribuir a vida toda sem ter a certeza de que irá se aposentar, com a idade mínima estabelecida para 65 anos.


Qual interesse está por trás da PEC – Um dos principais alvos do governo golpista Temer é a Previdência Social, com seus R$ 500 bilhões anuais que não podem ser transferidos a banqueiros e rentistas por intermédio do pagamento de juros da dívida pública. A Previdência é um instrumento de distribuição de renda, redução de desigualdades e de justiça social, por isso é inadmissível aos neoliberalistas instalados no atual governo golpista.