Decisão sobre o agravo poderá sair no dia 14/12

35

A retomada do julgamento do agravo regimental interposto pelo Banco Central (BC) não ocorreu dia 7/12, no Supremo Tribunal Federal (STF), apesar de ter entrado na pauta. A próxima sessão do Supremo será dia 14/12, mas ainda não está definido se o assunto será apre-ciado. A Comissão do Sindicato dos Bancários, que vem realizando excelente trabalho visitando os ministros do STF, vai estar em Brasília no dia 13, continuando às ações de esclarecimento junto aos ministros sobre a verdade do caso BEC.

O agravo solicita a revogação da liminar que impede a privatização do BEC com o contrato de exclusividade do pagamento de servidores e fornecedores do Estado, além da administração e custódia dos títulos públicos federais.
Para o advogado do Sindicato, Guilherme Rodri-gues, o BC pode estar sendo vítima do expediente que utilizou para evitar o julgamento simultâneo do agravo regimental interposto pelo Sindicato, que pede a manutenção da decisão que exige 45 dias de prazo para a realização do leilão.

EM TEMPO – O prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), retirou do Banco do Brasil a folha de pagamento do município. Essa é mais uma iniciativa dos tucanos direcionada ao enfraquecimento dos bancos públicos e o enriquecimento da iniciativa privada. Serra está oferecendo a folha a um banco privado que pague mais, seguindo à risca a cartilha neoliberal. Diante disso, fiquemos de olho para essa moda não pegar.