Decon fecha mais uma agência do Banco do Brasil por falta de alvarás

8


A agência do Banco do Brasil na Av. Bezerra de Menezes foi interditada, na segunda-feira, dia 11/5, por determinação do Decon/Ministério Público do Estado e da Vigilância Sanitária do Município de Fortaleza, por falta, principalmente, de alvará de funcionamento. A agência não possuía certificado de conformidade emitido pelo Corpo de Bombeiros e estava com o certificado do Registro Sanitário vencido. A unidade permaneceu fechada até a tarde do dia seguinte, 12/5.


Segundo o Decon, a agência já teria sido notificada no dia 11 de fevereiro sobre as irregularidades, após o prazo para a normalização, as exigências não foram atendidas, e por isso a agência foi interditada. De acordo com o órgão, quando o banco apresentou a documentação necessária o atendimento ao cliente foi retomado.


Essa é a segunda unidade do BB interditada este ano por conta de problemas com alvarás. Em março, a agência da Parangaba ficou fechada por dois dias pelos mesmos motivos. Essa situação já vem sendo denunciada há vários meses pelo Sindicato dos Bancários como mais um prejuízo causado pela centralização da PSO.


O diretor do Sindicato, José Eduardo Marinho, lembra que a renovação dos alvarás era feita todos os anos pelas próprias agências, mas foi centralizada pela Plataforma de Suporte Operacional, gerando atraso nesse procedimento junto à Prefeitura.


A direção do SEEB/CE compareceu à unidade para acompanhar os procedimentos e orientar os funcionários. O presidente da entidade, Carlos Eduardo Bezerra e os diretores Bosco Mota, José Eduardo e Jannayna Lima conversaram com os bancários e constataram ainda problemas de manutenção referentes às condições de trabalho, entre outras demandas.


A entidade alerta que todos os funcionários que perceberem irregularidades em suas agências façam a denúncia ao Sindicato através do telefone 85 3252 4266 ou pelo e-mail bancariosce@bancariosce.org.br. O SEEB/CE tomará as devidas providências junto aos órgãos de fiscalização responsáveis assim como à direção do BB.


“Falta alvarás de funcionamento, faltam condições de trabalho e de atendimento, falta refrigeração e falta competência do Banco do Brasil para solucionar esses problemas. Além dos itens constatados pela fiscalização, os funcionários fizeram várias queixas que vamos encaminhar junto ao BB e cobrar as soluções”
Jannayna Lima, diretora do Sindicato e funcionária do BB