Definidas estratégias para saúde, segurança, emprego e previdência

35

Durante todo o dia 17/7, bancários de todo o País estiveram reunidos em encontros temáticos sobre Saúde e Condições de Trabalho, Emprego e Remuneração, Segurança Bancária e Previdência Complementar. Os encontros fizeram parte da 11ª Conferência Nacional dos Bancários, realizada em São Paulo, no último fim de semana.


Confira aqui o que ficou aprovado durante os encontros.

SAÚDE E CONDIÇÕES DE TRABALHO


* A adoção de mecanismos mais abrangentes para coibir a prática de assédio moral e de violência organizacional dentro dos bancos;


* No que diz respeito às garantias, a minuta 2009 prevê a manutenção salarial e de todos os benefícios aos trabalhadores afastados por motivo de doença/acidente de trabalho e em licença maternidade; custeio por parte dos bancos de todas as despesas com tratamentos médicos relativos a doenças do trabalho, além de aperfeiçoamento nos procedimentos para registros no INSS, dentre outras medidas;


* Reivindicação para que os bancos antecipem o 13º salário para todos os trabalhadores licenciados por motivo de agravo à saúde e licença maternidade.

SEGURANÇA


* Manutenção dos trabalhos da Comissão de Segurança Bancária;


* Reforço das condições de segurança contra roubos, sequestros e agressões, com instalação de equipamentos antes do auto-atendimento e fim do transporte de numerários pelos bancários;


* Os bancos repararão os danos materiais e psicológicos decorrentes de assaltos e sequestro contra seus funcionários;


* Indenização em casos de morte ou incapacidade permanente de 100 salários mínimos do Dieese;


* Instalação de medidas preventivas que ofereçam completa proteção contra os riscos de acidente do trabalho e/ou de doença de origem ocupacional.

EMPREGO E REMUNERAÇÃO


* Piso salarial para escriturário no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 2.047,00);


* PLR – Mudança do modelo da Participação nos Lucros e Resultados com pagamento de três salários mais valor fixo de R$ 3.500,00 (esse valor fixo seria corrigido pelo mesmo índice do reajuste salarial);


* Contratação da remuneração variável, com o objetivo de proteger os trabalhadores da imposição de metas abusivas pelos bancos;


* Novas contratações, fim das terceirizações, garantia de emprego, respeito à jornada de trabalho;


* Criação de um Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) para todos os bancos, com o acompanhamento dos sindicatos.

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR


* Prazo de 180 dias, a partir da assinatura da Convenção Coletiva, para os bancos instituírem Plano de Previdência Complementar fechado para todos os seus empregados;


* Exigir a transparência nos fundos de pensão;


* Convencionar a extensão de direitos aos aposentados;


* Lutar pelo fim do voto de Minerva;


* Priorizar o debate sobre previdência complementar nos sindicatos;


* Estimular a adesão dos trabalhadores que ainda não participam de planos de benefícios;


* Lutar pelo fim do fator previdenciário.