Definidos eixos e delegados para o Encontro Regional

22

Definir eixos de luta para 2009 dentro da Campanha Salarial foi um dos principais objetivos do Encontro Estadual dos Bancários do Banco do Brasil e Caixa, realizado no último sábado, dia 14/3, pelo Sindicato dos Bancários do Ceará. O evento contou com participação expressiva de trabalhadores dos dois bancos.


Na análise de conjuntura, a crise e seus efeitos na classe trabalhadora foi abordada pelo secretário geral da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro. Ele destacou que “o PIB do Brasil não tem dependência do crédito lá fora e essa crise é centrada na questão do crédito”. Lembrou que o Brasil tem diversificado sua pauta de exportações e cresceram os investimentos públicos internos, o que significa que o cenário no País é outro com relação à crise, sem motivos para pânico.


Carlos Cordeiro condenou os empresários, especialmente os banqueiros que, em nome da crise, demitem ou reduzem salários, implantando verdadeiro terrorismo aos trabalhadores. “Os empresários e banqueiros estão se aproveitando da crise para demitir”. Segundo pesquisa da Contraf-CUT, a rotatividade do setor bancário brasileiro é muito grande. Os bancos demitem funcionários e em seguida contratam novos com salários 40% mais baixos.


O presidente do SEEB/CE, Marcos Saraiva, destacou a importância da união dos bancários para garantir direitos e avançar em novas conquistas, especialmente na Caixa com a melhoria do PCS e PFC. Já o diretor Carlos Eduardo enfatizou que entre os eixos de luta dos bancários do BB destaca-se a implantação do PCS.


No Encontro foram abordados os temas a serem encaminhados ao Encontro Regional do BB e Caixa, a ser realizado pela FETEC/NE, nos dias 3 e 4 de abril, em Recife e para esse encontro foram escolhidos os delegados do Ceará. Foram discutidos ainda os XX Congresso Nacional dos Funcionários do BB (24 a 26/4) e o XXV Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef, de 23 a 25/4).