Demite dezenas de bancários e contrata terceirizados

12


Seguindo a cartilha da reforma trabalhista de Temer e dos banqueiros e, sobretudo, desrespeitando a CCT dos bancários, o Itaú continua demitindo abusivamente. A última maldade são as demissões de dezenas de funcionários do ITM nos últimos meses. Os alvos são trabalhadores das áreas de Cartões Pessoa Física e Intercâmbio, vinculadas à Superintendência de Cartões e BKO Cobranças.


A maioria dos demitidos é de funcionários considerados pelo banco, numa avaliação duvidosa, de baixa performance, que considera cerca de 90% dos empregados dessas áreas “abaixo da curva”. No local, já existe a contratação de temporários amparada pela reforma trabalhista antes mesmo do término da CCT.

Com um lucro de R$ 6,4 bilhões no primeiro trimestre, o Itaú deveria contratar mais pessoas, melhorar o atendimento ao cliente e as condições de trabalho, saúde e segurança dos funcionários. Além do desrespeito com a Convenção, o Itaú coloca em prática um dos pontos da deforma trabalhista e realiza na empresa a homologação dos trabalhadores demitidos.


“Repudiamos esse desrespeito aos trabalhadores e estamos vigilantes, e nossa orientação é que, caso haja novos ataques aos direitos, os trabalhadores procurem diretamente os dirigentes sindicais e denunciem ou ainda podem procurar o Sindicato pelo telefone (85) 3251 4266 ou pelo whatsapp 999129 5101. Será mantido sigilo” Aléx Citó, diretor do Sindicato