Dia de Luta é marcado por ato e panfletagem em Fortaleza

16

Bancários do HSBC de todo o País realizaram na terça-feira, 17/4, o Dia Nacional de Luta contra as demissões iniciadas pelo banco na semana passada. No Ceará, houve panfletagem em seis agências.


O ato se concentrou na agência da Barão do Rio Branco, no Centro de Fortaleza.


As atividades foram definidas pela Comissão de Organização dos Empregados contra as demissões iniciadas na quinta-feira, 12/4, contabilizando até o momento cerca de 400 desligamentos. No Ceará, várias homologações estão agendadas para acontecer até o final desta semana.


Na carta distribuída aos clientes, os manifestantes informaram sobre as demissões em massa, sem justa causa, e sobre a má qualidade no atendimento do banco a seus clientes. O diretor do SEEB/CE e funcionário do HSBC, Humberto Silva, afirmou que o ato foi importante para conscientizar a população da real postura do banco. “O ato foi muito proveitoso. Vários clientes e funcionários aderiram ao movimento. A classe bancária está revoltada com essas demissões e se solidariza com os funcionários do HSBC que foram demitidos”, enfatizou ele.


Cliente há mais de dois anos, Francisco dos Santos afirmou que o atendimento do HSBC não é satisfatório e que só não muda de banco porque a empresa na qual trabalha tem contrato com a instituição. Para ele, a manifestação “é válida, pois o banco já é ruim, e ainda demitindo gente…”


A orientação da COE/HSBC é para que os protestos prossigam, com manifestações e distribuição de carta aberta alertando aos clientes de que as demissões não são compatíveis com atendimento de qualidade e frisando a necessidade de se reverter os desligamentos, como forma de melhorar as condições de trabalho dos funcionários, bem como a prestação de serviços à população.