Dia de luta no Unibanco lança campanha por mudanças no RR

45

Os bancários do Unibanco foram para as ruas no dia 16/4, em um Dia de Luta em todo o País. Os principais pontos de reivindicação dos trabalhadores são mudanças nos programas próprios de remuneração do banco (RR, PRU e Bônus), com desvinculação da PLR, e ampliação do auxílio-educação.


Em Fortaleza, foram feitas reuniões internas com os funcionários e distribuição de carta-aberta nas agências do Unibanco. Segundo Alex Citó, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, a recepção dos bancários foi positiva e reforçou a necessidade de manutenção da campanha.


Esse foi o início de uma campanha nacional definida pela COE Unibanco para alcançar o principal objetivo dos trabalhadores: mudanças nos programas próprios e fim da vinculação com a PLR. Essa campanha deve se estender por mais tempo e esses pontos devem também estar entre os prioritários da Campanha Salarial 2008, que está chegando. O bancários querem fazer uma discussão séria com o banco a respeito disso e melhorar a condição dos bancários.


Em outras cidades, como Porto Alegre, a atividade integrou a campanha “Banqueiro: chega de sugar a gente”, feita pelo sindicato local, que incluiu paralisação-relâmpago de diversas agências para cobrar dos banqueiros o fim das demissões e melhores condições de trabalho. Ocorreu distribuição de carta-aberta para os funcionários e para a população. Ainda na região Sul, em Curitiba, o sindicato irá entregar panfleto sobre as reivindicações durante toda a semana, expandindo as atividades do dia de luta.