Dia do Aposentado é comemorado com café da manhã

16


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou um café da manhã, na quinta-feira, 24/1, em comemoração ao Dia do Aposentado. Para celebrar, houve apresentação do Coral do Sindicato e da AFABEC, além de sorteio de brindes.


O secretário de Aposentados do Sindicato, Océlio Silveira, parabenizou os aposentados pelo seu dia, mas lembrou de lutas históricas como o fim do fator previdenciário. “Muitas vezes, o trabalhador tem idade para se aposentar, mas continua trabalhando porque o fator diminui muito o valor do benefício”, disse. Além disso, ele ressaltou que o reajuste para quem ganha mais de um salário mínimo vem sendo muito pequeno e tudo isso aumenta a importância da luta pelos direitos dos aposentados. “Nossa luta é na busca  permanente de ampliar direitos e conquistas dessas pessoas que contribuíram, cada um a seu tempo, pelo progresso do País”.


Océlio condenou ainda a declaração do ministro das Finanças  do Japão, Taro Aso, que já foi primeiro-ministro do país, afirmando que idosos doentes deveriam abreviar a vida para aliviar a pesada carga financeira que representa o seu tratamento na economia japonesa. “Essa fala foi uma tremenda gafe e um comentário totalmente desrespeitoso com os idosos. Nossa expectativa de vida melhorou, então, nós temos que viver mais e melhor, com qualidade de vida e com melhores benefícios”, comentou.


Durante o evento foram dados também informes sobre as ações jurídicas que envolvem beneficiários aposentados, como a ação de equiparação das funções em comissões dos funcionários do BNB às do BB e a ação do anuênio dos bancários do Banco do Brasil. Os diretores enfatizaram que, através do Sindicato, o aposentado, assim como o funcionário da ativa, tem toda a assistência jurídica que necessitar, sem qualquer ônus para o associado.


“Muitas vezes, a aposentadoria coincide com uma das fases mais delicadas do cidadão. Na grande maioria dos casos, os ganhos caem e as despesas aumentam – o aposentado passa a sustentar a família e a conviver com a necessidade de novos e cotidianos gastos. Não é à toa que muitos voltam para o trabalho. Mas, não podemos nos entregar. Essa homenagem do Sindicato é para lembrar a todos que nós estamos aqui à disposição para lutar por novas conquistas e mostrar à todos que o aposentado merece respeito”, finalizou Océlio.