Dia do Vermelho paralisa agência da Aldeota por duas horas

27

  

Vermelho de raiva e Vermelho de indignação. A cor vermelha é geralmente associada à paixão, mas ela pode significar também irritação. Na agência Aldeota do Banco do Nordeste, o Sindicato dos Bancários do Ceará realizou mais uma manhã de paralisação nas atividades dos funcionários por duas horas. Foi mais uma oportunidade para que a sociedade soubesse das reivindicações dos trabalhadores benebeanos por mais atenção na mesa de negociação permanente com o Banco.


O coordenador da Comissão dos Funcionários do Banco do Nordeste (CNFBNB/Contraf-CUT), Tomaz de Aquino, disse que há três meses a direção do Banco não negocia com a Comissão Nacional e dessa forma deixa de lado, pautas como Revisão do Plano de Cargos e Remuneração, Plano de Funções, Passivo Trabalhista, Isonomia para os funcionários que ingressaram a partir de 2000, que não tem licença-prêmio e o anuênio.


No ato, Tomaz de Aquino também alertou a letargia por que passa o Banco e como isso prejudica os clientes. “Há cinco meses, o BNB está parado”, exclamou o coordenador, que citou Pronaf, Crediamigo, Agroamigo cujos repasses estão em ritmo lento.

BUSCA DO DIÁLOGO – “Esse é um ato de provocação para retomada do diálogo visando superar esse marasmo que vem trazendo desconforto, inquietação a todo corpo funcional do Banco do Nordeste, mas também à categoria bancária”, assim exclamou o presidente do SEEB/CE, Carlos Eduardo Bezerra, que também esteve presente no ato. O presidente disse que o Dia do Vermelho é o clamor dos funcionários do Banco do Nordeste para que soluções efetivas às demandas sejam atendidas.


Participaram também da paralisação os diretores do SEEB/CE, Carmen Araújo, Cláudio Rocha e Rogério Montenegro. O Dia do Vermelho vai continuar em outras unidades operadoras do BNB. Paralelamente, o SEEB/CE continuará realizando reuniões setoriais no Passaré, onde oito blocos já foram visitados. O objetivo é finalizar com um grande Dia do Vermelho no Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas, sede da direção geral do Banco.