Dia do Vermelho vai parar BNB Passaré dia 22/6

30

Há quase quatro meses os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil apelam, através do Sindicato dos Bancários do Ceará e Contraf-CUT/CNFBNB vem cobrando da direção do Banco o atendimento de antigas reivindicações.


Mas a mobilização dos trabalhadores da instituição tem obtido resultado, ainda que insuficiente. No último dia 7/6, após meses de silêncio, o Diretor Administrativo do BNB, Stélio Gama Lyra Jr. recebeu a Contraf-CUT/CNFBNB e o SEEB/CE para debater o passivo das folgas, ponto eletrônico, eleição para representante do Conselho de Administração do Banco e a suspensão das prestações dos empréstimos de férias e CDC.


Com a realização do Dia do Vermelho em todas as agências das capitais, desde abril, os funcionários do BNB mostram sua indignação, contra a falta de respeito e a forma como a direção do BNB vem tratando as reivindicações do funcionalismo. Os protestos consistem na paralisação das atividades do Banco por duas horas em todas aquelas unidades.


Dia 22/6 é o Dia do Vermelho no Passaré, com paralisação das 12 às 14 horas. A concentração será na Praça Jader Colares. Os funcionários do BNB estão sendo convocados a participar dessa manifestação para reclamar outros direitos como isonomia, revisão do PCR, plano de Funções, revisão do Plano BD da Capef, custeio da Camed como maior participação do Banco, ação de equiparação, dentre outras demandas.


O coordenador da Contraf/CNFBNB, Tomaz de Aquino, explicou que o protesto Dia do Vermelho foi feito em todos os estados no Nordeste e reafirmou que as manifestações vão continuar até junto com a Campanha Salarial, fortalecendo a luta geral dos trabalhadores.


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou também reuniões setoriais no Passaré durante os meses de maio e junho, mobilizando os funcionários para o grande DIA DO VERMELHO, no próximo dia 22/6, na Praça Jader Colares. As reuniões foram feitas por bloco e contemplaram ambientes que funcionam no Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas.