Dia Mundial contra Maus-tratos a Idosos é comemorado com lançamento de cartilha

66

As pessoas imaginam que agressão seja apenas física. Mas, isolar o idoso, não respeitar o seu espaço, coagi-lo, ameaçá-lo de abandono também é uma forma de agredir os seus direitos. O alerta é da presidente do Conselho Estadual dos Direitos dos Idosos e coordenadora do serviço Alô Idoso, Tereza Cavalcante, que participou, no último dia 15/6, da programação alusiva ao Dia Mundial contra Maus-Tratos a Idosos. Na ocasião, foram distribuídos panfletos contendo os tipos de abuso, onde denunciar e ainda a cartilha dos Direitos dos Idosos.

O Dia Mundial contra Maus-tratos a Idosos foi criado pela Rede Internacional de Prevenção de Maus-Tratos a Idosos. Tereza acrescenta que a proposta dos órgãos governamentais, não-governamentais para a data foi conscientizar a sociedade sobre os direitos dos idosos como forma de combater a violência. Segundo ela, em 70% das denúncias de agressões, o agressor é um membro da família.

Tereza Cavalcante observa que o Estatuto do Idoso, em vigor desde 2003, está despertando as pessoas para a questão do envelhecer. Mas ela ressalta que é preciso investir mais em serviços de atendimento ao idoso como a criação de Centro-Dia, onde ele pudesse passar o dia enquanto seus familiares trabalham. As ações foram realizadas pela Secretaria da Ouvidoria Geral e do Meio Ambiente (Soma), com apoio da Prefeitura de Fortaleza.

SERVIÇO

Alô Idoso: 0800 850022
Ministério Público: 3452 3756
Conselho Estadual dos Direitos dos Idosos: 3101 1561
Saiba mais: www.kairoscg.com.br