Dia Nacional de Luta fecha agências e retarda atendimento

53

Duas agências fechadas e o funcionamento retardado nas unidades em uma hora foi o resultado do Dia Nacional de Luta em Fortaleza. Bancários e dirigentes sindicais se uniram para pressionar os banqueiros para arrancar uma proposta de reajuste salarial decente. “Estamos unidos nessa luta, que é de todos trabalhadores por melhores salários e condições de trabalho”, disse Marcos Saraiva, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará.


Seguindo a decisão da assembléia da quinta-feira, dia 27/9, os bancários cearenses, sob o comando do Sindicato fizeram manifestações em seis agências bancárias para pressionar os bancos a apresentarem nova proposta na negociação de sexta-feira, dia 28/9.


“Esperamos que a Fenaban apresente proposta melhor, senão as assembléias que acontecem no dia 2 de outubro vão ratificar a proposta de greve por tempo indeterminado”, disse Carlos Henrique, diretor do SEEB/CE.


Bancários de todo o País fizeram manifestações e paralisações no mesmo dia em que ocorreram negociações com a Fenaban e o Banco do Brasil.