Dia Nacional de Luta marca lançamento de campanha em defesa da Caixa

38


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou na quarta-feira, 18/10, o lançamento da campanha “Defenda a Caixa Você Também”, com o objetivo de conscientizar a sociedade para as ameaças de privatização do governo golpista de Temer e os riscos da abertura do capital da Caixa Econômica Federal. A atividade aconteceu em frente à agência da Praça do Ferreira, no centro de Fortaleza, e contou com o apoio de vários sindicatos, centrais sindicais e entidades da sociedade civil organizada, além de empregados de várias outras unidades que destacaram a importância do banco para os brasileiros e enfocou a luta em defesa da Caixa 100% pública.


Os discursos dos dirigentes sindicais foram unânimes em enfatizar a importância da Caixa para o Brasil, principalmente para a população mais carente já que é o banco que, entre outras coisas, gere o FGTS, o Seguro Desemprego e o Fundo do PIS/PASEP, programas sociais, como o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Pro-Jovem e FIES, entre outras ações importantes para a população.


Marcos Saraiva, diretor do Sindicato dos Bancários e da Fenae, destacou a importância de se debater a defesa da Caixa com a sociedade. Ele convidou todos para prestigiar o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos, dia 27, às 9h, na Câmara Municipal de Fortaleza, pois a ameaça não é apenas contra a Caixa, mas contra todo o patrimônio público brasileiro. Os requerimentos para esta audiência conjunta foram aprovados na Câmara e na Assembleia Legislativa. “O debate que tem de ser feito nesse momento ultrapassa as fronteiras da Caixa e avança para dentro dos municípios, para as Câmaras Municipais, pois é necessário esclarecer a população brasileira sobre o que vai acontecer se o banco for privatizado. Isso seria trágico para a sociedade”, disse.


A atual direção da Caixa eliminou 5.486 postos de trabalho em apenas 12 meses e mais de cem agências foram fechadas em todo o País. Além disso, dia 9/10 surgiu na imprensa a notícia de que Temer iria anunciar a privatização da Caixa no final desse ano. Esse golpe tem lado e nomeou que o ‘inimigo da sociedade’ é o trabalhador, querendo trazer de volta o escravismo ao Brasil. O momento é de união em defesa do nosso patrimônio”, completou o diretor do Sindicato, José Eduardo Marinho.


“Chegou o momento de o povo brasileiro dar uma resposta a esse governo golpista e dizer Não à entrega do patrimônio brasileiro. É hora de reagir!”, completou Áureo Júnior, diretor do Sindicato.


“Estamos registrando nossa resistência em defesa da Caixa, contra a entrega do patrimônio nacional. Defendemos a Caixa 100% pública, intensificando seu papel social e prestando um serviço de qualidade a toda a sociedade. Defender a Caixa é defender o Brasil”
Túlio Menezes, diretor do Sindicato e empregado da Caixa


“Estão preparando um verdadeiro desmonte para a venda da Caixa. Esse compromisso de defender a Caixa é de toda a sociedade. Nós não vamos deixar a Caixa ser privatizada. Temos de nos mobilizar, de nos unir, de reagir e mostrar nossa força e, um dia, vou dizer com orgulho que participei dessa luta!” Rochael Almeida, presidente da Apcef/CE e diretor do Sindicato