Diassis Diniz é reeleito presidente da CUT Ceará

22

Durante os dias 5, 6 e 7/5 foi realizada a 10ª edição do Congresso Estadual da CUT, em Iparana, Ceará. Cerca de 700 sindicalistas de todo do Estado, representando diversos segmentos dos trabalhadores (serviço público, setor privado, profissionais autônomos e trabalhadores rurais), estiveram reunidos para debater os rumos políticos da Central Única dos Trabalhadores no Estado do Ceará e eleger a nova diretoria da maior central sindical do Ceará. Esse foi o maior congresso realizado na história da CUT no Ceará.

Com 68,61% dos votos, contabilizando 470, o atual presidente da CUT Ceará, Francisco de Assis Diniz, foi reeleito para mais três anos à frente da central. Ele concorreu com mais dois candidatos: Roberto Luque, da Corrente O Trabalho, e Marta Brandão, da Corrente Sindical Classista apoiada pela Tendência Marxista e Agrupamento Campo Cidade.

Em segundo lugar, na votação geral do Congresso, ficou Marta Brandão com 174 votos, ou 25,43% do total. A chapa encabeçada por Roberto Luque obteve 40 votos, totalizando 5,84% dos votos. Não houve abstenções. Também não foram contabilizados votos nulos, pois o pleito deu-se por aclamação.

A solenidade de abertura aconteceu no dia 5/5, com a votação do regimento interno e apresentação dos textos de base. No dia 6/5 foram realizados trabalhos em grupo e no dia 7/5, a plenária final e a eleição para a nova direção. Os congressistas deliberaram ainda sobre as principais diretrizes da Central no triênio 2006/2009, tais como: meio ambiente, salário mínimo, reforma agrária, organização sindical e debateram a relação da CUT com os governos municipal, estadual e federal, além da postura nas relações majoritárias deste ano.