Direção apresenta proposta para PLR dos bancários

17

O Banco do Brasil apresentou, na quinta-feira, 2/10, à Comissão de Empresa do BB da Contraf-CUT sua proposta para a PLR 2008. A reunião, que não estava agendada, aconteceu, por solicitação do banco, na seqüência da negociação sobre a utilização do superávit da Previ.


O Banco do Brasil propôs a manutenção do modelo atual e dos percentuais: 4% do lucro líquido dividido linearmente, 40% do salário paradigma, mais valor fixo equivalente à metade do valor a ser acordado com a Fenaban, mais o módulo ATB. O modelo é semestral, no entanto, a proposta é que seja assinado acordo anual, valendo a mesma regra para os dois semestres de 2009.


Os representantes dos bancários não concordam com a quantidade de salários paradigma, uma vez que a variação do lucro líquido do banco foi da ordem de 60% e a distribuição do lucro deve evoluir na mesma proporção. Assim, os trabalhadores propuseram o aumento para 64% do salário paradigma no módulo básico, com manutenção dos demais valores. Com relação ao módulo ATB, o banco afirmou que pretende fazer ajustes, melhorando a distribuição para a gerência média.


O banco contra-argumentou propondo colocar todos os trabalhadores no módulo ATB e manter o valor de 40% do salário paradigma. Os trabalhadores negaram a proposta. “Nós queremos melhorar o módulo básico, que a tende a todos os trabalhadores, e não o ATB, que está vinculado ao cumprimento de metas”, esclarece Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa do BB da Contraf-CUT.


Uma nova rodada de negociações ficou agendada para o dia 6/10 para continuar a discussão deste e de outros temas.