Direção do BNB condiciona suspensão do CDC a acordo

20


A direção do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) está condicionando a suspensão da cobrança das prestações do CDC dos funcionários e aposentados à aceitação pelas entidades sindicais da proposta de acordo apresentada em negociação na segunda-feira, 28/9.


Esse condicionamento está sendo questionado pelo Sindicato dos Bancários do Ceará por entender que a medida é de caráter administrativo e vem sendo adotada há alguns anos no período que permeia a campanha salarial, onde se verifica o momento de maior aperto financeiro, face ao transcurso de doze meses sem reposição no salário dos trabalhadores.


O coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB), Tomaz de Aquino, em contato com o diretor administrativo e de TI, Isaías Dantas, reivindicou mudanças na posição do BNB em relação à questão.


“Esperamos que a direção do BNB tenha a clareza que a reivindicação relativa à suspensão de três parcelas do CDC vem sendo discutida ao longo dos últimos anos na mesa permanente de negociação. Entendemos não ser conveniente tratá-la no bojo da campanha salarial geral”
Tomaz de Aquino, coordenador da CNFBNB e diretor do SEEB/CE